dezembro 6th, 2017

Vídeo: Tiririca faz primeiro e ultimo discurso na Câmara dos Deputados

 

Guamaré adere à campanha de prevenção e combate ao câncer de boca

A Prefeitura Municipal de Guamaré, através da Secretaria de Saúde, e a Coordenação de Saúde Bucal do município, iniciou a CAMPANHA DE PREVENÇÃO E COMBATE AO CÂNCER DE BOCA.

Na parte da manhã desta terça-feira (05) as equipes de saúde bucal do município realizaram uma grande mobilização nas ruas da cidade, conscientizando a população acerca da importância da prevenção do combate ao Câncer de Boca.

A Secretaria de Saúde aproveita a oportunidade para convidar os moradores para o DIA “D” de Prevenção e Combate ao Câncer de Boca.

Nessa mobilização as equipes pararam carros, motos e foram em várias residências e comércios de Guamaré, conscientizando a todos a participarem da companha.

Final de ano tende a ser chuvoso no Rio Grande do Norte, prevê Emparn

Resultado de imagem para GIF CHUVA

As previsões meteorológicas apontam que a segunda quinzena do mês de dezembro deverá ser chuvosa no Rio Grande do Norte. De acordo com a Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn), as boas chuvas que são aguardadas entre os estados da Bahia e do Piauí neste mesmo período podem amenizar a situação de seca intensa que vem sendo causada há anos pela estiagem em cidades da região Oeste, Seridó e Alto Oeste potiguar.

Para a Emparn, 2018 muito provavelmente será um ano com quantidade de chuva considerada elevada para o RN, muito embora os índices pluviométricos previstos neste momento ainda não sejam suficientes para resolver o problema da crise hídrica em solo norte-rio grandense. Para isso, ainda segundo o órgão, só haveria algum tipo de resultado, mesmo que pequeno, caso as chuvas somassem 800mm ou 900mm; já para solucioná-lo de uma vez por todas, o acumulado das precipitações deveriam apontar para 1.200mm.

Além da Emparn, o PhD em meteorologia Luiz Carlos Molion previu, durante o II Fórum das Águas, realizado na semana passada em Apodi, que o Rio Grande do Norte experimenta tendência de fim da seca e chuvas acima da média em 2018. A estimativa do pesquisador é que as chuvas no Estado sejam até 15% acima da média, no próximo ano. Ao contrário de previsões mais usuais, o prognóstico de Molion não seguiu modelos climáticos e é embasada em cenários de similaridade, obtidos em dados pluviométrios dos últimos cem anos. AgoraRN