janeiro 11th, 2018

Bom Exemplo: Câmara Municipal de Santana do Matos devolve mais de 200 mil reais ao executivo.

Nesta quarta-feira (11), a Câmara Municipal de Santana do Matos realizou a devolução do expressivo valor de R$230.102,34 aos cofres públicos municipais.

O Presidente da Câmara, Paulo Bezerra, destacou o importante esforço empreendido pelos membros da mesa diretora (Vereadores João Corcino, João Maria Cadó e Ana Macedo) visando a economia financeira e o comprometimento com a transparência dos gastos públicos. Frisou ainda o esforço da equipe técnico-administrativa (Jaleid Silva – contadora; Jocifran Brito – tesoureiro; Edson Cleiton – assistente técnico) para alcançar essa significativa redução de gastos.

O presidente destaca ainda que de forma inédita a Câmara demonstra preocupação com a dificuldade financeira que o Município atravessa e reafirma seu compromisso com o zelo e responsabilidade administrativas.

A mesa diretora do legislativo Santanense solicitou ao Prefeito Dr. Júnior que parte dos recursos devolvidos sejam destinadas a educação, especificamente visando a aquisição de Mobiliários e Equipamentos para escola Municipal Maria Dagmar Delmiro que terá suas atividades iniciadas nos próximos dias.

Na ocasião, a mesa diretora solicitou ainda que o executivo Municipal priorizasse também a recuperação e expansão do Cemitério São Sebastião.

O prefeito Dr. Júnior enaltece o gesto de solidariedade do legislativo com o poder executivo e reforça ainda a grande importância da vinda desses recursos nesse momento crítico que o Governo municipal atravessa. Dr. Júnior aproveita e registra seu agradecimento e parabeniza o Presidente Paulo Bezerra pelo importante auxílio prestado.

Galinhos: A difícil missão de administrar

“Manter a casa em ordem ainda restara ao prefeito Fábio Rodrigues muitos cabelos brancos e muito esforço”.

O Município de Galinhos já passa por uma fiscalização junto ao MPF para ordenar toda a orla. Mesmo assim o desafio é grande, a comunidade não tem noção e insiste em construir em área que pertence ao Patrimônio da União que é monitorado via satélite constantemente, em cima de dunas e simplesmente acham que isso não é nada.

Construções irregulares e desordenadas

Na comunidade de galos, por exemplo, a população construiu casas em área de dunas e achou pouco fizeram os poços para abastecimento dessas casas em outra duna a quase 300 metros de distância.

A Prefeitura Municipal é o órgão fiscalizador é responsável pela organização. É a vontade do Prefeito realizar o ordenamento dentro da lei e que atenda a comunidade.

Para isso está sendo planejado o Plano de diretor do município, atualização do código de obras e cadastramento mobiliário – todos esses com a participação dos órgãos competentes IBAMA, IDEMA, MPF, Procuradoria Estadual e principalmente a população do município através de audiências públicas.

É necessário que a população reconheça que é necessário se fazer um trabalho dentro da lei e que atenda a população.

Clique aqui e veja o vídeo que mostra bem a realidade de hoje.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!