Câmara Municipal: A “casa do povo” virou uma caixa-preta e um legislativo sem Lei

É fato publico que o vereador Rosendo Ferreira, enfartou na ultima quarta-feira, dia 7, ao sair da Câmara Municipal, sendo preciso ser socorrido as presas ao Hospital Manoel Lucas de Miranda. De logo, as noticias através dos grupos de whats app não eram muito boas quanto a seu estado de saúde. Após ter sido confirmado o infarto pelo médico plantonista, ele foi na ambulância encaminhado direto pra Natal ainda na madrugada.

O vereador enfartou devido às ultimas contrariedades sofridas na Câmara Municipal de Guamaré, por incoerência da atual presidente interina Eliane Guedes, em relutar dar posse ao mesmo, dificultando em tudo o que lhe era de direito por Lei.  Isso foi à razão do infarto.

Não havia razão para a presidente criar tantas e tantas dificuldades para permitir a posse do vereador suplente, Rosendo Ferreira, pois a posse do suplente de vereador Sub Carlos, foi de imediato, bem ligeirinho, e ela não usou dois pesos e duas medidas como presidenta. Eliane agiu com incoerência e prejudicou a saúde de um homem enfermo.

Em busca de respostas como a maioria da população para saber seu estado de saúde, o blog conversou com um parente da família de Rosendo. Ainda abalado com a situação vivida, ele disse ao portal em tom de preocupação que a atual presidente interina da Câmara Municipal, vereadora Elaine Guedes, não esta obedecendo nem mesmo o regimento interno, usou de manobras para tentar impedir a posse de Rosendo para exercer seu mandato na casa do povo.

Disse ainda que o quadro de saúde dele se agravou pelos assédios cometidos pela vereadora Eliane Guedes, que hoje esta a frente do legislativo mesmo sem ter sido eleita para isso, por falar em ser eleita.

É fato público que desde a eleição da mesa em 2017 todos em Guamaré sabiam que não ia terminar bem esse jogo de interesses subterrâneos, e projetos de poder que envolveu muitos negócios e ambições.  Terminou como terminou!  Eles mesmos se destruindo entre si, e querem destruir os outros sem ter culpa mesmo desobedecendo a Lei.

Rosendo teve um tratamento desumano devido sua posição contraria aos atos que sucumbiram a Câmara Municipal com a cumplicidade dos vereadores de oposição que decidiram tornar a câmara território sem lei, “eles não cumprem o regimento interno. Ignoram o pedido de posse do suplente de vereador, mesmo com o diploma da justiça eleitoral na mão”.

Há quem afirme nos bastidores do legislativo que as manobras da atual presidente interina, que já é tempo da maioria exigir a saída imediata da atual vereadora da chefia do poder legislativo, tendo em vista que o vereador Edmilson de Borba (Lula), ao deixar o mandato, deixou de ser presidente, e que deve ser declara a vacância da presidência.

Este feito jamais será feito pela vereadora Eliane Guedes, já que ela se uniu com os vereadores para eleger a mesa, agora estão ligados para sobreviver. Inclusive quando Rosendo procurou tomar posse, Eliane teria dito que iria esperar a liminar de Emilson de Borba (Lula), para evitar que Rosendo ficasse poucos dias. Um absurdo!

Todos esses fatos estão demonstrados que a Câmara Municipal de Guamaré não tem independência, e certamente tudo será feito para manter Diva Araújo em um poder e Eliane Guedes em outro, mesmo contra o regimento interno da casa.

Não tenho duvidas que a maldade feita ao vereador Rosendo Ferreira, e as ilegalidades cometidas na Câmara Municipal, serão o fim político de quem pratica tanto mau a tanto tempo. O povo de Guamaré está mais politizado e conhece quem faz tudo pelo poder, inclusive atentar contra a paz das pessoas de bem.

Rosendo enfartou devido às contrariedades ocasionadas pela a atual presidente interina da Câmara Municipal. Que Deus lhe restabeleça a sua saúde vereador, mas o que ouvimos na cidade e da própria família de Rosendo Ferreira, é que, se acontecer algo mais grave com sua vida, a culpa será atribuída somente a uma única pessoa… A vereadora Eliane Guedes!

(Visited 513 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *