Sessão da Câmara é interrompida por falta de energia.

Do Blog Guamaré News. 

Nesta terça-feira (18) no horário regimental das 15 horas, aconteceu a sessão Ordinária da Câmara Municipal de Guamaré, sob a presidência do vereador Emilson de Borba. Dos nove parlamentares faltou a sessão Carlos Câmara por motivos de saúde de seu genitor, e a vereadora Diva Araújo, que justificou a ausência a presidência da casa.

A sessão iniciou com a leitura da sessão anterior, onde e redatora de ata ocupou a tribuna, que iniciou as leituras das atas das sessões, de inicio foi lida e aprovada pelos edis presentes a sessão.

Durante a leitura das atas das sessões anteriores, o vereador Edinor Albuquerque propôs a presidência da Mesa, uma alteração no Regimento Interno da casa, para que os Edis tomassem conhecimento de uma forma mais pratica e rápida evitando assim, prejuízo no tempo a ser usados pelos Edis na tribuna e das discussões, a presidência da mesa, informou ao parlamentar que tomará medidas para as adequações necessárias.

Usou a tribuna o vereador Gustavo Santiago, que em seu discurso iniciou elogiando a postura de sua colega de bancada, vereadora Francisca Galdino no tocante de que, os Edis teriam que tomar uma posição, no seu papel de fiscalizar, e cobrar do poder executivo, as ações de governo que estão paradas ou inacabadas, onde o parlamentar guamareense exemplificou a Usina de dessanilização, a ETE, a ciclovia onde o edil em seu discurso o vereador informou aos seus pares que, que a obra já tinha recebido dois aditivos e nada de conclusão da obra, sugeriu uma tomada de posição dos colegas de bancada, como  acionar o MP ou ate mesmo criar uma CPI, para apurar o porque da não conclusão das obras e ações governamentais.

Havia quatro vereadores inscritos para usarem a tribuna, mais devido ao tempo usando na leitura das atas, a presidência da mesa estipulou o tempo de três minutos para os inscritos. Gustavo Santiago, Eliane de Edinho, Francisca Galdino e Edinor Albuquerque. As vereadoras Eliane de Edinho e Francisca Galdino renunciaram ao tempo, e de usarem a tribuna, incorporando os tempos ao do vereador Gustavo Santiago.

Ao termino da fala do vereador Gustavo, o Edil Edinor de Albuquerque se dirigiu para usar da palavra na tribuna, mais por motivo de falta de energia, a sessão foi interrompida por 15 minutos pela mesa diretora. Como a energia não voltou depois da suspensão dos trabalhos legislativos, a mesa diretora marcou para a próxima quinta-feira (20), no horário regimental das 15 horas, para a continuação da sessão onde serão apreciados os requerimentos já colocados em pauta para votação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *