Como afundou o navio que nem Deus podia afundar para o homem.

O marinheiro não teve dúvidas. Quando aquela mulher – a senhora Alberta Cadwell, passageira da primeira classe, que acabara de embarcar no Titanic no porto inglês de Southamptom – perguntou se era verdade que o navio não podia mesmo afundar, ele respondeu:

- Minha senhora, nem Deus poderia afundar esse navio.

O iceberg tinha 30 metros de altura. Trinta metros para fora da água, e os icebergs escondem sob a água oito vezes o tamanho que expõem à superfície.

O iceberg tinha 30 metros de altura. O rombo que ele deixou no casco direito do navio que nem Deus poderia afundar tinha 90 metros de comprimento. Noventa. A altura de um edifício de 25 andares. Quase a distância entre as duas traves de um campo de futebol.

Um Morumbi de água gelada entrava a cada segundo nos compartimentos inferiores do Titanic.

A senhora Cadwell sobreviveu; 1.502 pessoas morreram. Foi – e ainda é – a maior tragédia que já aconteceu no mar, em toda a História. A maior tragédia que já aconteceu com qualquer meio de transporte. E era, sobretudo, uma tragédia impossível de acontecer.

Uma coisa é absolutamente certa: com o naufrágio do Titanic, o mundo aprendeu muitas lições. Basta lembrar aquela lista de providências que foram enumeradas mais acima, nesta narrativa.

Basta lembrar que essa terrível acusação por discriminação social das vidas a serem salvas jamais voltou sequer a ser feita, em qualquer tipo de acidente.

Dez dias depois daquela noite de abril, deveria zarpar de Southampton outro gigantesco navio da White Star Line, o Olympic. Como no Titanic, o número de botes era insuficiente para salvar todas as pessoas a bordo, em caso de acidente. A tripulação entrou em greve. As leis foram mudadas.

Mil, quinhentos e dois mortos. O preço não poderia ter sido menor?

Uma coisa, apenas uma coisa a dizer: Jamais duvidem da existência de Deus…

Hoje é um bom domingo para assistir “O TITANIC” este filme servirá de uma boa reflexão.

1 Comentário to “Como afundou o navio que nem Deus podia afundar para o homem.”

  • Priscila Rocha disse:

    E nosso Deus e mesmo fiel quando diz: O que adianta o homem ganhar o mundo inteiro, mas perder sua alma? Nunca brinquem com o nome de Deus… Pois ele e e sempre sera o grande e poderoso Jeova… Num piscar de olhos tudo pode se desmoronar ou se consertar… Jesus te ama….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>