“A política é como nuvem. Você olha e ela esta de um jeito. Olha de novo e ela já mudou”. Magalhães Pinto

Ouvi essa frase de um eleitor, Seu Francisco Domingos, como é mais conhecido, residente no conjunto Vila Maria, ele falou a frase de Magalhães Pinto, em outubro de 2018, quando nesta época, a vereadora, Diva Araújo (PRB), que era vice-presidente da câmara, assumiu interinamente a Prefeitura de Guamaré, com a saída do vereador Emilson de Borba “Lula” (PR), por força judicial, numa ação bem articuladas de tomada de poder, levando a vereadora Eliane Guedes (PV), como primeira secretária, assumir interinamente a presidência da câmara municipal.

Juntas, elas conseguiram vencer batalhas judiciais para se manter no cargo tão cobiçado por muitos. Foram verdadeiras aliadas, parceiras, amigas, conviveram em céu de brigadeiro, até a última terça-feira, dia 30 de abril, quando o cordão que ainda sustenta torou de vez, e as duas vereadoras acabaram se desentendendo em pleno plenário da câmara com acusações e defesas, que certamente há de parar nas esferas judiciais.

A vereadora Eliane Guedes, vem se incomodando com as indiretas e ameaças feitas a ela, e aos demais colegas de bancada, acusações estas feitas pela vereadora Diva Araújo, em toda sessão. “Se há provas de suas acusações Vereadora, coloque na justiça, mas não fique com disse me disse, e conversa sem fundamentação, isto é feio, bem ao contrário da senhora, que usou seu filho, o médico ortopedista, para faturar cirurgias que ele não realizou, e não foi ninguém que me disse não… Foi a Senhora mesmo que me disse”. Afirmou Eliane, se direcionando a vereadora Diva Araújo.

Dai em diante o clima na casa do povo ficou tenso, porque de logo nas considerações parlamentares, a vereadora Diva Araújo, não perdeu tempo e rebateu as acusações feitas pela sua antiga aliada e amiga Eliane Guedes. A vereadora Lisete classificou em sua fala que estava perdendo o gosto de vim as sessões ao dizer “Tá difícil vim às sessões, aqui tem que ser debatido assuntos do interesse do povo”.

Tudo leva a crer que a paz na Câmara Municipal estão com seus dias contados. Isto não é bom para a imagem do poder legislativo. Um poder que deveria no mínimo debater em todas as sessões ordinárias e extraordinárias, problemas e reivindicações daqueles que mais precisa da atuação dos vereadores… O povo!

Vereadoras Diva Araújo e Eliane Guedes criam clima tenso na ultima sessão ordinária com acusações e defesas. 

(Visited 154 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.