Até onde vai a disposição antidemocrática daqueles que atacam à imprensa?!

“O trabalho do jornalista é abrir espaço para as diferentes vozes e, muitas vezes, não somos compreendidos por isso”.

A frase é de Mílton Jung, radialista da CBN, reflete o eco do grito da imprensa atacada gratuitamente pela atitude venal do preconceito, da intolerância e a da falta de respeito de alguns políticos à profissão de jornalista.

Esse ataque, geralmente, parte daqueles que não suportam um debate saudável, entre visões diferentes, e acabam eliminando a ideia de uma discussão em cima dos fatos e dos valores democráticos.

Os fatos acontecem e cabe aos jornalistas contá-los, que desagradem um lado ou outro da “moeda”. Muitos ainda vão perder seu tempo em vão, propositalmente misturando os conceitos, sem separar o joio do trigo, na tentativa de confundir a opinião pública para desacreditar o trabalho do jornalismo profissional.

A incapacidade de compreender a atividade jornalística, muitas vezes esconde um caráter autoritário, quando não, reflete diretamente um comportamento bipolar de pessoas que não conseguem se encontrar consigo e descarregam suas frustrações no desprezo pela liberdade de imprensa e expressão, dois princípios fundamentais da democracia. Blog Celso Amâncio.

(Visited 7 times, 2 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.