Há 25 anos o Brasil conquistava o tetra com Romário, Bebeto e cia

O goleiro Taffarel estava diante de mais um cobrador de pênalti. À sua frente, o craque italiano Roberto Baggio a apenas alguns passos da bola que decidiria o destino da Copa do Mundo de 1994, nos Estados Unidos. O coração nervoso do torcedor brasileiro era o contraste do olhar confiante do arqueiro. Aquele dia 17 de julho marcaria o fim do jejum de 24 anos sem levantar a taça. Taffarel e todo o povo brasileiro lançaram a euforia às alturas, tão alto quanto a bola batida pelo italiano. O Brasil tornava-se tetracampeão Mundial de futebol.

Há 25 anos, a Seleção Brasileira comandada por Carlos Alberto Parreira vencia, mais uma vez, a Itália em uma final de Copa. A primeira havia sido em 1970, quando o Brasil anotou 4 a 1 no placar.

O jogo de 1994 foi difícil. No tempo normal, a partida terminou em empate sem gols. O placar permaneceu inalterado na prorrogação. A decisão da Copa do Mundo foi levada para os pênaltis.

Diante de 94 mil pessoas, no estádio Rose Bowl, em Pasadena, o italiano Baresi abriu a sequência de cobranças chutando para fora. O zagueiro Márcio Santos cobrou o primeiro do Brasil, mas Gianluca Pagliuca defendeu. Albertini converteu o segundo da Itália. Romário foi para a bola e igualou. Evani marcou o segundo gol italiano. Branco empatou em seguida. Taffarel defendeu a bola de Massaro. O capitão Dunga fez 3 a 2. Foi quando Baggio pegou a bola e colocou na marca branca. O fim da história a gente já conhece…

O time tetracampeão do nundo entrou em campo com Taffarel, Jorginho, Aldair, Mauro Silva, Márcio Santos, Branco, Mazinho, Romário, Dunga, Bebeto e Zinho. O elenco ainda tinha Ricardo Rocha, Ronaldão, Zetti, Gilmar, Raí, Cafu, Leonardo, Paulo Sérgio, Muller, Ronaldo e Viola. Fonte: CBF

(Visited 36 times, 4 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.