Macau: 60 mil foliões no mela-mela e o Prefeito Tulio Lemos mede nas ruas a aprovação popular da festa

Se você não sabia, fique sabendo. O Carnaval de Macau ficou pouco mais de 800 dias sem o circuito dos trios elétricos e essa página foi virada agora em 2018 com a volta do Mela-Mela, totalmente patrocinado pela iniciativa privada, sem investimento da prefeitura.

Folião dos mais animados, o prefeito Tulio Lemos caiu no ritmo da folia e percorreu o percurso dos trios e dos blocos de paredão pelo anel viário, neste domingo, 12, recebendo a confirmação do folião da aprovação popular do retorno da festa, que carrega a identidade cultural do povo macauense.

Ambulantes, comerciantes e foliões cumprimentaram o prefeito Tulio Lemos em todo trajeto, elogiando a iniciativa em resgatar o Carnaval de Macau, trazendo de volta às ruas o trio elétrico. “Macau respira Carnaval o ano inteiro e a gente tinha esse compromisso com a população que hoje vibra com o que chegou a parecer um sonho”, disse o prefeito Tulio Lemos.

Público de 60 mil foliões no Mela-Mela

Segundo o Major Carvalho, comandante da 1ª Companhia de Polícia Militar com sede em Macau, no arrastão deste domingo, 11, cerca de 60 mil foliões acompanharam o trio elétrico e os blocos de paredão. Um crime de homicídio foi registrado próximo das 21 horas, fora do circuito dos trios.

A vítima foi identificada como Anderson Guedes da Silva, 25 anos, natural de Natal. O jovem foi alvejado com um disparo de arma de fogo na região do tórax e foi levado para o hospital, mas não resistiu. “A festa acontece dentro da sua normalidade, no quesito da segurança, lamentamos o ocorrido e desejamos que estes últimos dois dias carnaval sejam de paz na cidade”, declarou o Major Carvalho.

Fonte: Celso Amancio

Empolgação do público e a aprovação popular do retorno do trio elétrico nas ruas

1 Comentário to “Macau: 60 mil foliões no mela-mela e o Prefeito Tulio Lemos mede nas ruas a aprovação popular da festa”

  • Renato disse:

    Kkk, isso é brincadeira é? Túlio não saiu um dia da rua em que mora, mais realmente, a festa foi muito boa e proveitosa como estava sendo tbm com os blocos de tratores nos anos anteriores, quem faz carnaval é o povo, não prefeitura, mais contrariando o carnaval privado, esse carnaval foi totalmente bancado pelo poder publico, fato é que a festa privada foi aberta, além de quando os musicos se esqueciam e comprimentavam o poder publico pelo grande incentivo ao carnaval, operação mascara negra 2, sera que o mprn tem palavra de rei?.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *