Macau: Única vereadora eleita no partido de Tulio diz que assina denúncia para cassar prefeito

Os ânimos estão acirrados na Câmara Municipal de Macau e falta argumentos para a bancada do prefeito Túlio Lemos continuar levando sozinha nas costas o peso do desastre administrativo que pesa em vários setores da gestão municipal.

Na sessão dessa quarta-feira, 6, a vereadora da base governista, Ceição Lins, única eleita pelo PSD, em aparte durante o pronunciamento do vereador de oposição Pintinho, admitiu de público que se chegar uma denúncia bem fundamentada a casa para afastamento do prefeito, ela assina embaixo. A afirmação da vereadora está na live do Facebook da Câmara Municipal.

O fato é que faltando menos de um ano para as eleições municipais, alguns vereadores, mesmo com o discurso ensaiado contra Túlio Lemos na tribuna da câmara e nas redes sociais, olham para o próprio umbigo e enxergam a possibilidade de chegar a Prefeitura mais fácil deixando Túlio onde está: na cadeira de prefeito.

Grupo de Zé em ação

Em busca de ocupar o espaço de liderança na oposição, o grupo do ex-prefeito Zé Antônio não está parado, e há quem diga que a vaga de vice-prefeito na chapa de Zé em 2020 já foi prometida por interlocutores há pelo menos dois vereadores de oposição, numa condição de colaborar para Lemos continuar sentado na cadeira de prefeito até dezembro de 2020. O ex-prefeito não tem dado declaração pública sobre candidatura a prefeito.

Quem observa os bastidores dessa confusão, percebe fácil que a briga na vereança é de egos, enquanto a população é penalisada com a inércia da gestão, muito embora parte das costuras de bastidores começam a vazar e já chegam a opinião pública macauense, que poderá cobrar essa fatura dos políticos daqui a menos de um ano com juros altos e correção monetária.

(Visited 121 times, 11 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.