O inimigo não mora ao lado… Mora e dorme na mesma casa!

Como cidadão deste município e imprensa local, tenho vivido e acompanhado de perto, o cenário politico administrativo da cidade, e de vez em quando, tenho me deparado com inusitadas e intrigantes fatos, e por mais que eu me esforce não consigo entender a cegueira humana diante do agressor sutil, não aquele que bate, mata e violenta, deixando marcas profundas na carne e na alma, mas sim aquele que chega manso, oferece o ombro, a confiança, o apoio e a amizade para, depois de algum tempo, dar um golpe certeiro deixando sua vítima prostrada no chão.

Desde criança, ouvi em vários contos de fada, histórias de inimigos que planejam o mal, querem destruir os personagens e se disfarçam de grandes amigos acolhedores, acima de quaisquer suspeitas. A cegueira da vítima frente ao futuro agressor é enorme. Digo assim, porque tenho navegado nas redes sociais, como os jornais, blogs, instagran, grupos de watts app, facebook e twitter, e algumas publicações de pessoais que “dizem” ser “aliados ou amigos”, merece sem duvidas uma gota de atenção diante dos inúmeros benefícios que estes aliados têm no governo, e esta discussão no meio politico não é de hoje.

Há um provérbio que diz: é preferível um inimigo declarado que um falso amigo. O inimigo declarado tem corpo, tem objetivo e mostra os instrumentos que usará para abater sua vítima. Ele mede forças, gosta de uma luta de igual para igual com seu oponente, podendo mostrar, assim, sua superioridade; não tem medo de falar de sua estratégia de destruição.

O falso amigo não. Ele é dissimulado, espera a hora certa de golpear pelas costas, esconde-se, escamoteia-se com aparência amiga, esperando o momento certo para tirar proveitos de sua presa. Muitas vezes está aquém da vítima na qualidade intelectual, social ou cultural.

Talvez sejam pessoas que para escapar do eminente naufrágio do seu ultrapassado jeito de ser e fazer, em determinado momento se une ou se uniu a quem está “mais forte” como uma questão de sobrevivência, embora de vez em quando suas atitudes revelam para aqueles que estão atentos que “o aliado ou amigo”, nunca foi e jamais será governo, fortalecendo o que sempre preguei que o inimigo não mora ao lado… Mora e dorme na mesma casa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *