População critica o excesso de imóveis alugados pela Prefeitura de Guamaré

A população de Guamaré está mais politizada, e as redes sociais não tem perdoado, quando o povo decide cobrar do poder público ou fazer alguma reivindicação, o caminho na maioria das vezes tem sido o Facebook, Instagram, Twitter e grupos de What App.

É o povo que paga o salário do prefeito, da vice-prefeita, dos vereadores e secretários, portanto, eles têm o direto de cobrar, reclamar, reivindicar e pedir providências em prol daqueles que mais precisam dos governantes… O povo! E quando se trata de dinheiro público gasto desnecessariamente o grito da população é maior.

Um dos assuntos mais criticado no momento é sobre o pagamento de aluguel destes prédios privados na cidade para abrigar diversas repartições públicas, considerado um verdadeiro exagero nas redes sociais de despesa de dinheiro público por parte da Prefeitura Municipal.

Para o morador José Maria (39 anos), ele disse que “com os recursos financeiros usados na locação de imóveis particulares, a medida mais correta seria o governo reformar os seus prédios, e ocupar outros espaços públicos que estão vazios e todos sabem aqui na cidade, diminuindo estas despesas desnecessárias”.

Na visão de José Maria, a quitação de aluguel a proprietários privados representa uma contradição, já que o governo anunciou na leitura anual na Câmara Municipal uma considerável quebrar de arrecadação de receitas.

A saída apontada pelo o morador seria então o Poder Executivo aproveitar para consertar imóveis próprios como, por exemplo, a biblioteca municipal, o polo UAB, e acomodar as secretarias em seus próprios prédios, e departamentos, como sugestão  o centro administrativo, dentre outros espalhados na sede e na comunidade de Baixa do Meio.

Boa noticia

O prefeito Adriano Diógenes, acertou na nomeação do atual secretário de administração, Marcondes de Souza, desde o dia em que ele assumiu a pasta, o gestor tem tralhando dia e noite para ajudar o governo a governar com rumo e prumo para o desenvolvimento da cidade.

A secretaria de administração emitiu memorando circular para todas as secretarias do governo, sobre os alugueis de imóveis particulares ao poder público. Considerando, que compete ao Gestor cuidar de reajustes; repactuação; reequilíbrio econômico-financeiro; incidentes relativos e pagamentos; de questões ligadas á documentação, ao controle de prazos de vencimento, da prorrogação, notificações e advertências á contratada por eventuais descumprimentos contratuais, bem como, solicitar a autoridade superior á aplicação de penalidades devidamente fundamentada, com observância de toda a legislação que envolve as contratações públicas, principalmente, a lei 8666/93 que rege as licitações e contratos.

Desta forma, o secretário solicitou o envio de todos os contratos de locações de imóveis para a secretaria municipal de administração (SEMA) para iniciar a gestão dos contratos de locação de imóveis. Entretanto é importante frisar, que além da FISCALIZAÇÃO são atribuições das secretarias, informações relativas á continuidade ou não dos contratos de locação. Assim, foi sugerido que o expediente com tal informação deverá ser encaminhado a Secretaria de Administração com antecedência mínima de 03 (meses) nos casos de necessidade de desocupação do imóvel.

Aqui pra gente… Agora vai!!!

(Visited 72 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.