Estudante vendeu notas frias de serviços de consultorias em várias câmaras municipais do estado

HERICLES JONAS PEIXOTO SANTOS

O estudante em ciências contáveis Hericles Jonas Peixoto Santos, firmou diversos contratos de consultoria contábil em diversas câmaras do estado e recebeu pelos serviços de consultoria em 4 câmaras municipais o valor de R$ 139.750,00(cento e trinta e  nove mil setecentos e cinquenta reais

Os contratos de consultoria correspondem aos seguintes:

Câmara Municipal de Senador Eloi de Souza – R$ 10.800,00(dez mil e oitocentos reais).

Câmara Municipal de Vila Flor –R$  35.850,00(trinta e cinco mil oitocentos e cinquenta reais).

Câmara Municipal de Santo Antônio – R$ 32.000,00(trinta e dois mil reais)

Câmara Municipal de São Tomé – R$ – 61.100,00(sessenta e um mil e cem reais)

Salta aos olhos a forma gritante de desviar dinheiro público por meio de notas frias de serviços não executado explicitamente,  feito de forma descarada,  através de um  estudante do curso de contabilidade que  não tem regularidade nem  para exercer profissão de contador,  tão pouco a capacidade técnica  para  fazer contrato com órgão público para a prestação do serviço de consultoria na área de contabilidade pública.

Esse repercute intensamente no  agreste potiguar, na cidade de Santo Antônio,  e foi denunciado pelo vereador Leandro Horário, que acusa o presidente daquela casa legislativa, o Vereador Gustavo Alves pelo desvio de mais de R$ 300.000,00(trezentos mil reais) por meio de contratos fraudados e pagamentos por notas frias, além do valor de R$ 32.000,00(trinta e dois mil reais), que foram desviados através de notas frias pagas ao estudante HERICLES JONAS PEIXOTO DOS SANTOS.

Dentre as quatro Câmaras municipais citadas, o  caso mais gritante é o da Câmara de São Tomé,  onde foi pago o valor  R$ – 61.100,00(sessenta e um mil e cem reais) ao estudante por meio da mesma sistemática  fraudulenta.

Os presidentes: René Caves da Câmara Municipal de Vila Flor, Gustavo Alves da câmara Municipal de Santo Antônio, Mauricio Hortêncio da Costa da Câmara Municipal de Senador Eloi de Sousa e o Professor Emerson da Câmara municipal de São Tomé devem, explicar ao Ministério Público e a justiça esses gastos com serviço não prestado nas citadas edilidades.

Contratos publicados no Diário Oficial que estão no site da FECAM

Cidade de Vila Flor –  Clique na imagem para ampliá-la

Cidade de Santo Antônio –  Clique na imagem para ampliá-la

Cidade de São Tomé –  Clique na imagem para ampliá-la

Cidade de Senador Eloí de Souza –  Clique na imagem para ampliá-la

(Visited 2.135 times, 15 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.