Sessão da Câmara foi marcada por acusações e defesas… O bicho pegou nas discursões

“A vereadora Francisca Galdino (PMDB), disse que a cadeira de vereadora para ela não vale nada, e sim o povo. Insultou a população jogar areia em Carlos Câmara, quando visse ele na rua, e chamou ele de mentiroso”.

A sessão ordinária realizada na tarde desta terça-feira (07), contou com um bom público presente no plenário da câmara, para ouvir seus representantes. A sessão foi conduzida pelo vereador presidente Emilson Borba da Cunha (LULA), com a presença dos vereadores Gustavo Santiago (SD), Carlos Câmara (PMDB), Eliane Guedes (PV), Francisca Galdino (PMDB), e Diva Araújo (PRB). Com quórum suficiente para a realização da sessão, o presidente deu início aos trabalhos.

Os vereadores Maria Lisete (PMDB), Edinor Albuquerque (PMDB), e Eudes Miranda (PR). Não compareceram, mas suas ausências foram justificadas pelo o presidente da casa.

Vereador Presidente Emilson de Borba (LULA)

O presidente Emilson de Borba (LULA) usou seu tempo para falar que participou de uma reunião em Natal, representante a bancada da oposição, com a presença do prefeito Hélio, os vereadores Lisete Negreiros, Carlos Câmara, Edinor Albuquerque, Eudes Miranda. Se fizeram presente nesta reunião, o Senador Garibaldi Alves Filho, o Deputado Federal Walter Alves, Deputado Estadual Hermano Morais, e o presidente da UVERN que representou o Deputado Federal, Rogério Marinho, para discutir a recente determinação da Petrobras de rebaixar, à ativo industrial, a refinaria Clara Camarão.

Vereadora Eliane Guedes

A vereadora Eliane Guedes, já demostrou deste que assumiu sua cadeira em janeiro deste ano, que é oposição ao governo e nunca vai deixar de ser. Segue firme o mesmo passo que seu marido ex-vereador Edinho de Moaci já vinha militando… Ser oposição ao governo do prefeito Hélio.

Uma oposição que tem cara e lado, “desta ninguém tem medo”, ela usou a tribuna para fazer duras criticas ao governo, chegou a chama-lo de “irresponsável”, mudou o alvo para o vereador Carlos Câmara, e disse que o vereador era um parlamentar apaixonado pelo  governo, e sugeriu que o Edil retirasse a venda dos olhos para enxergar a verdade”.

Vereadora Francisca Galdino

A vereadora  Francisca Galdino (Francisca do Camarão), ela apontou o dedo, mirou, e o alvo foi o vereador Carlos Câmara, a quem ultimamente a vereadora vem atacando sistematicamente sem nenhuma preocupação com a falta de decoro parlamentar.

Ela disse que sua ânsia era de desafiar seus pares, se referindo ao vereador, ou seja. Francisca volta a demostrar que tanto faz pra ela se a câmara voltar a se transformar numa arena de gladiadores.

Na sua fala, Francisca do Camarão, como é mais conhecida, foi autentica, não pediu cara em prestada, disse na lata, em alto e bom som, que seu colega vereador Carlos Câmara “só aprendeu a mentir”, além disso, ela citou ainda que “o povo de Guamaré mora no lixo, e que a cadeira de vereadora pra ela não vale nada e sim o povo”. Aqui pra gente… Acho que Francisca se precipitou nas palavras, movida talvez pelo o sentimento de ódio ao vereador e ao prefeito, ela não teve sequer tempo de ajeitar a arma e a mira, e acabou com sua afirmação, atirando no próprio pé.

Vereador Carlos Câmara

O vereador Carlos Câmara, tinha dois caminhos a seguir,  e usar na tribuna da casa do povo… Responder as acusações de Francisca do Camarão e Eliane Guedes, ou ficar em silêncio. Inquieto, ele resolveu responder em parte por causa do tempo,as duas colegas de bancada das inverdades pronunciada.

Em sua defesa e do prefeito, Carlos disse que o prefeito Hélio não é um gestor Irresponsável como afirmado pela vereadora Eliane. Ele exigiu respeito a seus pares, fez questão de lembrar que estava na Câmara Municipal a três mandatos, e que nunca tinha faltado com respeito a seus colegas, bem diferente do que estava acontecendo com ele, fato que ele como parlamentar não admitiria mais.

Ainda em sua fala, Carlos disse que esteve com o prefeito e seus colegas vereadores inclusive, o presidente Emilson de Borba, em reunião com a bancada federal, para discutir sobre o rebaixamento da refinaria Clara Camarão. Ele reafirmou que o prefeito Hélio nunca foi e jamais será omisso aos problemas do município que ele governa.

Disse ainda que enquanto ele falava na tribuna, o prefeito estava em Brasília , na luta, em busca de soluções para o município de Guamaré, reunido com a bancada federal, em defesa da permanência da refinaria.

Enquanto Carlos Câmara tratava de assuntos de extrema importância para o município, a vereadora Francisca Galdino, tratava de assuntos de incentivo à agressão, induzindo ao povo que jogasse um monte de areia quando visse Carlos na rua, e finalizou afirmando que Carlos era igual ao prefeito mentiroso.

Sobre a paixão ao prefeito Hélio mencionada pela vereadora Eliane Guedes, Carlos foi enfático em responder….Ele disse que não era apaixonado, mas responderia a altura na próxima sessão porque o tempo não lhe permitia responder, e pediu novamente respeito.

Solicitou ao presidente em caráter de urgência, todo o áudio da sessão ordinária, onde comprova as acusações feitas a ele e ao prefeito por Francisca Galdino e Eliane Guedes.

O vereador Gustavo Santiago, aproveitou o momento para convidar os pares, e a população para participarem da audiência pública com relação ao rebaixamento da refinaria Clara Camarão, que será realizada no próximo dia (14), Câmara Municipal.

O presidente da câmara, Emilson de Borba (LULA), fez suas considerações finais, logo após, deu por encerrado a sessão, convidando a população para comparecer a audiência pública que será realizada na próxima terça-feira, dia (17), ás 15 horas.

Clique aqui, aumente o volume do seu computador e celular, e ouça o áudio da sessão ordinária desta terça-feira, dia 07 de Novembro de 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *