Um animal político: Justiça e injustiça, bem e mal e um Pitbull ao seu lado

Em sua obra “Política”, o filósofo Aristóteles afirma que: “A polis faz parte das coisas naturais e que o homem é por natureza um animal político”. O celebre pensador considera o homem um animal político porque, diferente de todos os outros animais, é dotado da razão e do discurso. Por estes: razão e do discurso, o homem desenvolveu as noções de justo e de injusto, de bem e de mal. Tais noções só se desenvolvem em conjunto com o outro e constituem a base da comunidade política.

Em um sentido exclusivamente figurado, contextualizando animal e a política, justo e injusto, bem e o mal, poderíamos associar determinadas ações, comportamento e temperamento agressivo de animais utilizados em luta em rinhas de brigas ao momento político corrente.

Com especial destaque ao Pit Bull que é uma raça que muitas vezes está ligada a cães violentos e por isso sofre bastante preconceito. Mesmo nos casos onde o dono garante que o cão é dócil, muitas pessoas possuem certo receio a se aproximar dessa raça de velozes animais.

Muitas vezes, esses animais estão ligados a acontecimentos inclusive contra seus próprios donos. Embora na maioria das vezes, eles insistem em confiar que o Pit bull jamais irá lhe trair, e voltasse com fúria para seu próprio criador, condição que transcende nosso universo político.

Pois bem…

O Editor do blog Guamaré em Dia tem sofrido nas últimas semanas ataques sistemáticos por causa da formação de opinião e publicações no portal. Mas o que mais me estranha é o fato de uma assessora parlamentar que sequer frequenta seu trabalho, sequer se hospeda no gabinete para o qual fora nomeada disparar tantas infâmias.

A dita assessora da vereadora Diva Araújo, a advogada Laíse Martins, que tem se notabilizado no município ao ridículo, rasgando e jogando no lixo do seu diploma de “doutora”, conferência dada aos causídicos por Dom Pedro I, em 1827.

A menção a fantasmagórica assessora, Dr Laíse, advém da certeza do não cumprimento de sua jornada de trabalho, vez que há muito não é vista na Câmara Municipal. Se é fato que sua tutora é do grupo de risco, por qual razão Laíse que goza de boa saúde não cumpre sua jornada? E mais, se não cumpre sua jornada, qual o motivo de recebe gratificação por desempenho do que não desempenha? Será um prêmio por sua ausência? Será que a sua atividade parlamentar se limita as redes sociais, onde desenvolve atividade privada na defesa da honorabilidade da Senhora Diva Araújo?

Laíse Martins é conhecida como a assessora que denunciou o ex-Presidente da Câmara Municipal, vereador Emilson de Borba (Lula), que se encontra até hoje preso na cadeia pública de Ceará-Mirim. E a assessora da vereadora não parou por aí.

A certeza de sua influência

Se sentindo forte, voltou a atirar para todos os lados, claro, com a permissão de sua tutora-chefe mediata e imediata, a vereadora Diva Araújo. O alvo desta vez foi o editor e o blog Guamaré em Dia, e as razões de tanta perseguição, como tantos os outros já atacados no município. Só Deus sabe e poderá explicar.

Laíse adiantou a denúncia nos grupos

Nas redes sociais e grupos de Whats App, Laíse Martins já havia adiantado que tinha feito uma denúncia contra o Blog Guamaré em Dia e seu editor.  A super poderosa que na surdina retirou documentos públicos e prendeu o vereador Lula, teve a ousadia de afirmar que iria fechar este canal de notícias local, que tem prestado relevantes serviços à população guamareense.

Ironicamente, o Blog já foi reconhecido outrora pela própria vereadora Diva Araújo como um canal de suma importante para o município, quando ela mesma aprovou o projeto de lei tornando esse veículo como utilidade pública, embora hoje trabalhe dia e noite para destruir e ver a página fora do ar, por não atender seus caprichos e desejos.

Contra fatos não há argumentos

Doutora Laíse conforme prints de conversas nos grupos de whats app, faz questão de ostentar que tem passe livre e um poder invisível nas esferas do Ministério Público e no Poder Judiciário. Anuncia andamentos e resultados, decisões e sentenças, sempre batendo o martelo para condenar sua vítima e garante com todas as letras que sempre terá êxito em suas denúncias.

De onde parte tanta segurança da Doutora Laíse ao tagarelar tantas informações? O editor do Blog já recebeu informações risíveis que em certos deslocamentos ao município ela diz ser escoltada por uma patrulha invisível do Gaeco.

Mas, o que é curioso é a capacidade de vazar certas informações, ao que parecem reservadas e sigilosas. Digo, porque o editor sequer consegue verificar certos acontecimentos no Diário Oficial do Estado, onde estão obrigadas a publicação dos atos, inclusive instauração de processos, inquéritos e procedimento. Afinal, de onde parte esse conhecimento antecipado? Laíse sabe quando membros do Ministério Público se hospedam na cidade, conhece antecipadamente despacho dos representantes ministeriais, sem serem externados. Como é possível?

Nos bastidores, circula que ela é próxima de diversos membros de órgãos de controle e, que esses supostamente atuam com troca de informações.

É certo que tais informações merecem a devida apuração do órgão fiscal da lei. Afinal, não acredito, confio na missão e imparcialidade dos representantes ministeriais. Mas, espero que tal mensagem não seja descartada, e como diz a própria Laíse em suas redes sociais: “Alô MP e Gaeco”, complemento: “Alô Senhor Promotor de Justiça”; Alô Corregedoria do MP”; “Alô Conselho Nacional do Ministério Público”. Solicitem dessa advogada explicações quanto as imputações do MP em arapucas políticas, que vou cuidando de organizar todos os prints em que Doutora Laíse faz referência.

Quem é seu inimigo ou aliado?

A vereadora Diva Araújo e sua fiel escudeira “menina de recado” Laíse Martins atiram sem quaisquer escrúpulos, de forma indiscriminada e ilimitada contra pessoas que se oponham aos seus sonhadores e enigmáticos discursos de honestidade.

Sem lado político, sem amigos ou aliados, divorciados de qualquer identidade política, desfila a beira do abismo para o ostracismo.

No jogo político da vereadora Diva Araújo ninguém presta, salvo ela própria. Num momento fala mal da situação, mas não deixa de acua a oposição atacando e se oferecendo a um jogo de faz de contas.

Entre os últimos alvos, a vereadora Diva Araújo atacou o também vereador Gustavo Santiago. Em postagem em grupo de Whats App expôs diversos processos do vereador que tramitam no Ministério Público e Judiciário. Fato dirigido a apoiador do vereador quando indagou do que se tratava determinadas postagens, disse ela:

“Veja aí walney eu ainda tou só administrativo e seu vereador tem no ministério público. Antes de publicar as coisas veja as consequências”.  “Até agora não coloquei nada mais como estão denegrindo minha imagem vou começar. Isso é só um começo.”

A quem comente que a vereadora anda pressionando, se oferecendo aos opositores para ser aceita como vice-prefeita ao lado de Mozaniel. Certamente não será selecionada a missão, pois cada pessoa que se aproxima da vereadora tem medo da traição, do tamanho da facada, condição que se especializou.

Todos tem a certeza, que a vereadora Diva Araújo faria com Mozaniel, o mesmo que fez com Lula, pois seu coração não mudou e não mudará.

Trechos da ameaça da vereadora Diva

“Eu já tenho muitas coisas dele e juntas vamos botar pra frente”. “vou entrar com um processo contra o blog, desta vez não tem quem me faça retirar a queixa”. “Ele ficará desesperado quando chegar outro inquérito pra ele e talvez fechar o blog dele. Vocês esperem que amanhã vai sair minha resposta a Josivan.”

Fragmentos da ameaça da “doutora”

“Vou tb lhe denunciar. “Já vi a quantidade de blogs tirado do ar”. “Eh, eu vou entrar na justiça com vc, e se brincar eu não vou medir esforços para tirar seu blog do ar!”.

A luta da advogada e assessora afantasmada da Câmara de Guamaré, é descredenciar e colocar em xeque este meio de comunicação, criado para prestar um serviço de utilidade pública ao povo.

Recentemente, a advogada e palatina da moralidade saiu em defesa da vereadora Diva Araújo e postou em sua página no instagram que o portal Guamaré em Dia estava faltando com a verdade, ou seja, mentindo. Fato que não é verdade, reproduzimos um fato público lançado no Diário Oficial dos Municípios – FERMURN, decorrente de um processo administrativo em que teve amplo direito de defesa e não conseguiu provar sua “inocência”.

Suportando o Insuportável

Durante todo o tempo, tenho suportado o insuportável como editor do blog, ciente de todas as acusações e afrontas em silêncio. Suportando os ataques e entregado a Deus as maldades a mim ofertadas por aqueles que deixam de viver sua vida, para viver a vida dos outros.

A vereadora assumiu este mandato muda e sairá calada. Não existem ações que marcassem sua pífia gestão de representante do povo. O exemplo foi o desastre deixado na prefeitura em menos de 60 dias de gestão, quando assumiu o cargo de prefeita, e fez mergulhar negativamente o município e ocasionou prejuízo aos cofres públicos.

A ex-prefeita e atual vereadora Diva Araújo, amarga dura rejeição no cenário politico da cidade. Não é a toa que nenhum grupo politico aceita sua entrada para compor uma chapa majoritária e muito menos para a proporcional. Diva sente hoje a dor do abandono por causa de suas próprias ações.

É fato público que Diva Araújo e sua advogada Laíse Martins já demonstraram seus descontentamentos inúmeras vezes com o atual governo e com a câmara de vereadores. Suas atitudes têm servido como prova de seus ataques sistemáticos, denúncias ao MP, nas redes sociais e grupos de whats App, revelando um sentimento cruel de ódio, e de ver a vida alheia destruída.

A advogada Laíse só esqueceu-se no seu afã de moralidade e legalidade de promover denúncia ao Ministério Público de sua tutora. Será que os seus olhos de linces estão fechados para realidade?

Uma vereadora e duas versões:

Já é sabido que a vereadora comprovadamente desviou a finalidade de recursos dos royalties na monta de mais de 1 milhão dos cofres públicos. A prática foi devidamente apurada e comprovada por uma Comissão Especial de Tomada de Contas instaurada pelo município.

A comissão é um instrumento de que dispõe a Administração Pública Municipal para ser ressarcida de eventuais prejuízos que lhe forem causados, sendo o processo revestido de rito próprio e instaurado no sentido de reparar suposto dano.

Ao final do processo de tomada de contas, a vereadora Diva praticou reconhecido ato lesivo ao patrimônio público, assim definido pela comissão e constatado por uma fonte operadora do direito:

“É evidente a dissimulação, pois, o que se apresenta nas redes sociais não está no processo. A tese defendida é alienígena, introspectiva, irreal, uma ilusão de ótica. É como você sentasse com seu filho e contasse uma fabula, tipo: chapeuzinho vermelho, branca de neve, dentre outras, uma ficção. Há de forma evidente ação livre e motivada pela vereadora, consciente e sem qualquer demonstração pratica para ter sido adotada. Ela não disse porque pagou com recursos carimbados despesas vedadas. Assim, restou materializado a pratica de ato de improbidade administrativa que fez sucumbir de forma sangrenta os princípios da administração pública, esculpidos no art. 11, caput, da Lei nº. 8.429/92. A vereadora não podia, vou repetir; não podia aplicar R$ 1.280.065,28 (hum milhão duzentos e oitenta mil sessenta e cinco reais e vinte e oito centavos), da forma como procedeu.”

Outro processo que tramitou e teve desfecho final recentemente foi a tagarelada auditoria, que iria botar todos os políticos na cadeia. Mas, que na verdade, mostrou outra realidade.

Tivemos acesso ao processo e identificamos uma série de irregularidades, destaco que todas são comprovadas e que mostra evidente ato de improbidade administrativa. Nesse, a vereadora contratou uma empresa de matar cupim e ratos para realização de auditoria pela bagatela de R$ 240.000,00 (duzentos e quarenta mil reais).

O mesmo operador do direito emitiu sua opinião:

“Nesse processo da auditoria não há dúvidas quanto à burla ao dever de licitar, não poderia a contratação ter ocorrido por inexigibilidade, vez que havia diversas empresas do Estado que poderia ofertar o serviço, obtendo-se um menor preço. Não existe no caso da contratação da empresa singularidade, porque esse objeto é comum. A empresa não detinha notória especialidade, não possuía registro no Conselho de Regional de Contabilidade e no Conselho Regional de Administração. Não me parece aconselhável contratar uma empresa que faz limpeza de imóveis, dedetização, desratização, descupinização, manutenção de piscina, tenha capacidade de fazer uma auditoria. Ademais, a empresa não apresentou um profissional vinculado aos seus quadros. O que também chamou atenção foi a antecipação do pagamento: onde a empresa foi contratada em 21/11/2018 para execução dos serviços em 30 (trinta) dias, mas recebeu graciosamente no dia seguinte, ou seja, 22/11/2018, o valor total do contrato, R$ 240.000,00 do povo de Guamaré, sem que tenha sequer iniciado seu serviço. Se isso não for absurdo, imoral ou ilegal, estamos vivendo outros tempos.”

Afinal de contas, por qual razão a vereadora Diva Araújo não realizou uma contratação legal? Por que não fez uma concorrência, para que o município tivesse um serviço a contento e com preço baixo? Porque contratou a especificamente a empresa Monforte? Porque não teve ela o mesmo zelo e compromisso que tanto cobra dos outros políticos? Por qual razão pagou antecipadamente R$ 240.000,00 a empresa sem ao menos ter começado o serviço? Será que a vereadora acha que quem mata cupins e ratos tem capacidade de realizar a tal auditoria?

Sem resposta formais, salvo aquelas lançadas nas redes sociais, é inevitável não recordar do personagem fictício dos quadrinhos, um vilão e inimigo do Batman, chamado Duas-Caras (em inglês, Two-Face).

Parcialidade e legalidade

Desde a criação do blog sempre pautei ficar na lembrança do povo guamareense, como um canal de notícias feito com o povo e para o povo com imparcialidade, atendendo todas as suas reivindicações, dando minha contribuição como cidadão, servidor público e imprensa local. E não há sequer um problema de interesse público no município que não tenha sido questionado por este portal. Os arquivos do blog são nossa maior testemunha.

Eu que sempre defendi aqui neste espaço a imparcialidade, moralidade e a legalidade, como logo iria assumir um contrato ILEGAL com um ente público? Nunca, doutora! Nessa munheca só quem pega é Deus, a ele toda honra e toda a glória.

Todo o dia aprende um pouco mais a ser correto, honesto e a fazer a coisa certa obedecendo às leis. Aprendi muita coisa nas audiências que participei no MP. Não é bom ter que ir para lá, mas é uma escola da vida. O Ministério Público é a voz do cidadão, e o defensor da justiça para TODOS, inclusive será pra senhora doutora.

Continuarei trabalhando em prol do povo até quando DEUS e a justiça permitir, agindo com ética e dentro da legalidade, na busca incessante por melhorias no município em que moro e me tornei um filho também.

Não sou funcionário fantasma, cumpro minha jornada de trabalho na integra. Ainda trabalho dia e noite, feriados e finais de semana através do blog para manter a população bem informada. Não tente calar minha voz, a população do portal não perdoa tanta maldade, e nas redes sociais o repúdio a suas maldades pede passagem.

Um conselho

Pare de se fazer de vítima, de atacar o povo, já dizia minha avó, há favores tão grandes que só podem ser pagos com a ingratidão. Não faça de Boi de Piranha a dignidade, onde um bem menor e de pouco valor seja sacrificado para que em troca outros bens mais valiosos não sofram dano.

Lembre-se que aqui se faz, aqui se paga, tá escrito no livro sagrado. Guerra e ameaças não chega a lugar algum. Pare! Viva sua vida com seu esposo, seus filhos, e seus netos. Siga em paz e deixe de ser um animal político feroz e injusto. Deixem-me viver em paz com minha família e prestar através do blog o serviço de informação pública aqueles que mais precisam… O povo!

(Visited 359 times, 3 visits today)

2 Comentários to “Um animal político: Justiça e injustiça, bem e mal e um Pitbull ao seu lado”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.