sss-2
ferragens-pai-e-filhos
jm-variedades
redecon 2
Banner-Blog-Guamare-em-dia---1140x140px
Banner-Blog-Guamare-em-dia---1140x140px
Alto do Rodrigues: O terreno de 1 milhão de reais vendido pelo o prefeito a prefeitura.

Alto do Rodrigues: O terreno de 1 milhão de reais vendido pelo o prefeito a prefeitura.

IMG_5158

Mais uma denúncia contra o atual prefeito de Alto do Rodrigues foi encaminhada a justiça. Segundo a denúncia, o prefeito Abelardo Filho teria usado do cargo para supostamente beneficiar a si próprio através da compra de um hectare de um terreno de sua propriedade que fica próximo ao campo de vaquejada.

Entenda o imbrógliodecisão 1

No início de 2012, a prefeitura entrou na justiça para desapropriar  o terreno onde seria construído um ginásio poliesportivo através de convênio com o Governo Federal. Naquela ocasião, de acordo com o INCRA, o hectare do terreno tinha o valor de R$ 6.227,00 (seis mil, duzentos e 27 reais).

Além do mais, ainda de acordo com a denúncia, na época o prefeito Abelardo Filho, que estava fora do poder, teria declarado o hectare em seu imposto de renda como valendo em torno de 290 reais. No entanto, o INCRA subiu a avaliação do preço do hectare para R$ 6.227,00, que seria o valor de mercado na época.

O prefeito Abelardo Filho, fora do poder em 2012, questionou na justiça a desapropriação. Contudo, o juiz da Comarca de Pendências determinou a desapropriação e determinou, também, que a prefeitura depositasse o valor pago pela indenização em juízo e registrasse a compra do terreno no cartório único de Alto do Rodrigues.

Quando o atual prefeito assumiu em 2013, o juiz da Comarca de Pendências, então, suspendeu a desapropriação para evitar que a prefeitura, na gestão do prefeito Abelardo Filho, pagasse pela terra valores mais elevados, causando, assim, “dano de difícil reparação aos cofres municipais”. Blog do Alto.