sss-2
ferragens-pai-e-filhos
jm-variedades
redecon 2
Banner-Blog-Guamare-em-dia---1140x140px
Banner-Blog-Guamare-em-dia---1140x140px
Falta de monitoramento por câmeras na cidade facilita ação de criminosos

Falta de monitoramento por câmeras na cidade facilita ação de criminosos

Guamaré é uma cidade que tem sua marca lamentável pela onda de violência que atinge a municipalidade nos últimos meses, e isso tem gerado cada vez mais revolta, e as pessoas se manifestam contra essa situação que vive o município. Este ano, os números não são tão altos, e a criminalidade teve uma redução significativa depois da implantação das Diárias Operacionais, pagas pela PREFEITURA aos policiais de folga, num convênio assinado com o governo do estado, mas os números ainda assustam por falta de cuidados em pequenos detalhes, em miúdos, falta gestão na Secretaria Municipal de Segurança e Defesa Patrimonial.

Se essas câmaras (foto) de monitoramento instaladas na entrada da cidade, de frente a sede da Guarda Municipal, se de fato funcionasse teria registrado na saída da cidade os assaltantes do malote da casa loteria que causou um grande prejuízo a cidade com o fechamento do estabelecimento, filmado os ladrões do comercio de Neide do Caruarú, capturado a imagem da moto e dos criminosos que assassinou Juninho de lampião em plana luz do dia, registaria veículos e pessoas suspeitas que entram e saem da pacata cidade, facilitaria e muito o trabalho investigativo da Policia Civil na elucidação destes e outros crimes.

Por falta de uma ideia, de uma vontade, de uma pequena ação, a morte de Junhinho de Lampião, muito conhecido entra nas estatísticas lamentáveis de homicídios do município, e fica sem resposta dos autores deste crime pelo menos até o momento. Mesmo se funcionasse o número de câmeras era insuficiente para atender a demanda de locais estratégicos, e em menos de poucos meses os prejuízos já são irreparáveis, apesar do orçamento anual destinado a esta secretaria.

Então é importante e salutar a reclamação dos moradores e internautas através do portal, que cobram da gestão pública uma atenção maior para este caso, o que somente assim vai inibir tais práticas de crimes. Se o sistema de monitoramento passar a funcionar de fato vai sem duvida alguma ajudar a descobrir os culpados de delitos que por ventura venha a ocorrer na cidade.

Manter funcionando ou consertar as câmaras de vídeo seja talvez uma missão impossível para a secretaria de segurança, e a melhor alternativa é emburrar mesmo com a barriga, prestando um mau serviço à população com mogangas, permanecendo com equipamentos no local que não funciona.

O bom exemplo vem da cidade de Areia Branca com investimento de R$: 60 mil a cidade está toda monitorada 24 horas por dia

A Prefeita Iraneide Rebouças esteve na Companhia de Polícia Militar de Areia Branca, local onde foi instalada a Central de Videomonitoramento da cidade, para fazer o acompanhamento da fase de testes, uma parceria da Prefeitura Municipal com o Governo do RN, por meio da Secretaria Estadual de Segurança Pública. A central vai funcionar 24 horas no trabalho de monitoramento das principais vias públicas.

A prefeita Iraneide oficializou o repasse de R$: 60 mil (sessenta mil reais) para a CDL, sendo a parte da prefeitura no convênio de R$ 120 mil firmado com a entidade, para ampliar o número de câmeras nas principias ruas de Areia Branca. A CDL tem 60 dias para colocar em prática o complemento do Sistema de Videomonitoramento, com a instalação de mais 20 câmeras. O objetivo é utilizar a tecnologia na identificação e resolução de crimes. A expectativa é que as câmeras de segurança diminuam os índices de criminalidade na cidade.