sss-2
ferragens-pai-e-filhos
jm-variedades
redecon 2
banner site png-1
“Isso tudo acontecendo e eu aqui na praça dando milho aos pombos”. Zé Geraldo.

“Isso tudo acontecendo e eu aqui na praça dando milho aos pombos”. Zé Geraldo.

Esse trecho da música de Zé Geraldo, “Isso tudo acontecendo e eu aqui na praça dando milho aos pombos.”, retrata uma realidade constante do nosso cotidiano.

Um cenário o qual grita aos nossos olhos como cidadão e imprensa local, e que precisa ser mudado para que possamos viver numa sociedade mais justa e melhor.

Outro dia estava refletindo sobre o fazer e o não fazer como cidadão e formador de opinião, e cheguei a um consenso que não fazemos quase nada para combater a injustiça social.

Me refiro ao cenário e a muitas pessoas viciadas que faz questão de tornar público o que já é público, levando uma sociedade a fazer juízo de valor. O portal da transparência revela uns com tantos e outros sem nada.

São pessoas que em sua maioria não aparecem, e são possuídas pela desonra, jogo de interesse, enfim, um descaso total pela vida, pela moral e bons costumes como deve ser.

Nosso papel como imprensa local é simplesmente reproduzir aquilo que já público, dá maior publicidade e formar opinião sobre os fatos.

O credenciamento vem da residência fixa na cidade que escolhi pra viver e trabalhar, da convivência no meio do povo e confiança, ouvindo e sendo ouvido por ele.

Vem da intensa pesquisa diária, do conhecimento, das denuncias recebidas através do whats app, e do clamor do povo com fotos, vídeos e documentos em busca de soluções.

Na vida, todos nós cidadão temos a oportunidades de fazer diferença de alguma forma, e quase sempre somos iguais quando fechamos os olhos para a falta de compromisso com a coisa pública.

Ficamos na pracinha do nosso “EU” dando milho para os “pombos do nosso interesse ou interesse do vizinho”, e enquanto isso constatamos pessoas aflitas em busca de resolver um problema que está tão perto e não consegue.

Isso tudo acontecendo e eu aqui na praça dando milho aos pombos parado vendo o tempo e a vida passar. Muitas vezes criticando, cobrando soluções e elogiando o que outros fazem, enquanto eu não faço nada.

Absolutamente nada por causa da esperança da mudança e da ação em tempo daqueles que tem o poder de mudar sem precisar de gritos de alertas ou publicações.

Para mudar, é precisa ter a coragem que faltaram em muitos, mas essa coragem falta até nos corajosos para mudar, porque sempre há um medo de ser denunciado por quem de fato deveria ser denunciado.

Não costumo acreditar em palavra ditas ou escritas assim como muitos leitores assíduos deste espaço. Acredito em atitudes, ações com realizações somente!

Palavras, eu já tenho. Nasci com esse dom. Posso te contar minha vida inteira e, ainda assim, você não vai saber nada de mim, são raras as pessoas que acredito e confio.

As postagens aqui publicadas neste canal de notícia local sempre expressam meu pensamento, minha opinião, daqui pra frente nossas publicações serão mais claras e objetivas sobre os problemas do nosso município.

Cansei de dar milho aos pombos, nunca suportei injustiça social!