sss-2
ferragens-pai-e-filhos
jm-variedades
redecon 2
Banner-Blog-Guamare-em-dia---1140x140px
Banner-Blog-Guamare-em-dia---1140x140px
Macau: Qual é a natureza do jornalista e hoje prefeito Túlio Lemos?

Macau: Qual é a natureza do jornalista e hoje prefeito Túlio Lemos?

Tem uma fabula antiga, que retrata bem a ingratidão que o prefeito de Macau, Túlio Lemos, vem praticando com aqueles que tanto o ajudou a ser PREFEITO, é a fabula do Sapo e o Escorpião. Certa vez, após uma enchente, um escorpião querendo passar à outra margem do rio, aproximou-se de um sapo que estava à beira do rio e fez-lhe um pedido:

Sapinho, você poderia me carregar até a outra margem deste rio tão largo? O sapo respondeu:

– Só se eu fosse tolo! Você vai me picar, eu vou ficar paralisado e morrer. Mas o escorpião retrucou, dizendo:

– Isso é ridículo! Eu não pagaria o bem com o mal, mesmo porque dependo de você. Se eu lhe picar, você poderá se afogar e eu também. Mas tanto insistiu o escorpião que o sapo, concordou. Levou o escorpião nas costas, enquanto nadava o escorpião cravou seu ferrão no sapo. Moribundo o sapo voltou-se para o escorpião e perguntou:

– Por que você fez isso comigo? Vou morrer e você vai comigo, o escorpião respondeu:

– Não sei, essa é a minha natureza.

Uma fabula mostra bem o que o Prefeito Tulio Lemos, com apenas 16 meses de governo, em seu primeiro mandato, já cravou com seu ferrão nas costas do seu proprio vice-Prefeito Rodrigo Aladim, do presidente da câmara, Jairton Medeiros, mas conhecido por Pintinho, era forte aliado, além dos vereadores Marcos Cabral, Dyana Lira e Carlinhos do Valadão, que se somaram aos vereadores da base oposicionista, Wilder Santos, Ítalo Mendonça.Cláudio Gia e Emmanuel Clélio, mas conhecido por Kekel.

Estes que conseguiram sobreviver ao ferrão,  abriram politicamente da base do governo por uma questão de sobrevivência, e anunciaram ser oposição ao governo do Prefeito Tulio Lemos, além de uma grande maioria dos eleitores que acreditaram e votaram nele, e hoje sente a dor do abandono, da ingratidão e da traição… Em miúdos, o prefeito traiu seu povo não cumprindo o que ele tanto prometeu na campanha.

Resumindo, o prefeito de Macau foi de uma ingratidão sem precedentes com seus “aliados e amigos” que tanto o ajudou na campanha vitoriosa, já que todos, sem exceção, acreditaram em um projeto de administração séria e que respeitasse os macaueenses. Ninguém acreditava mais nos Tetéus, mas Túlio pediu ao povo um voto de confiança para poder passar pra outra margem do rio tão largo, para logo após fazer com muitos o que o escorpião fez.

Em qualquer lugar do planeta abri politicamente com alguém da base é normal, não estamos questionando isso, estamos questionando a ingratidão e a traição do prefeito para com os seus aliados e o povo. Recuperar a confiança que um dia ele teve, vejo como uma missão quase impossível para o filho de Afonso Lemos, mesmo ainda estando com máquina na mão.

Em Macau, a cada dia que se passa é um problema novo na administração do Prefeito, seja com os vereadores na câmara com abertura até de CPI, seja em meio à população com o desgaste da reprovação popular. Apesar de ser jornalista, tudo cuspira que a natureza do escorpião desembarcou em Macau.

Há quem afirme na cidade do sal que um dia… O prefeito irá precisar novamente daqueles que o colocou na prefeitura no voto, e o levou nos braços até a porta da Prefeitura de Macau. Um dia!