Slider
MDB terá candidatura própria a prefeito de Guamaré; Edinor é o nome forte dos bastidores

MDB terá candidatura própria a prefeito de Guamaré; Edinor é o nome forte dos bastidores

Para falar a verdade e de forma bem objetiva, o blog jamais acreditou que o MDB ficaria a reboque de outro grupo político na disputa pela prefeitura de Guamaré. E a razão é tão simples, quanto óbvio, porque bate a porta uma provável eleição suplementar, onde a população deve voltar às urnas para escolher o novo prefeito e vice.

Se tratando de Câmara Municipal, com o ouvido no chão, ouvi em alto e bom som de uma das lideranças do partido, que entre os nomes dos vereadores, Edinor Albuquerque, líder do governo no legislativo, é o mais cotado a ser o candidato e deverá ter o apoio do prefeito Eudes Miranda e do ex-prefeito Hélio Willamy.

Sempre fiel ao partido e aos seus líderes, Edinor sabe que a campanha não será páreo fácil, mas com trabalho, é possível. Habilidoso e com seu jeito de somar e de multiplicar, tudo caminha a passos largos, e se depender do partido, o filho de seu Nô será o candidato da nação verde.

Com essa possível decisão, que ainda vai ser concretizada pelo grupo, cai por terra o sonho do ex-vereador e atual secretário de transporte, Edinho de Moacir e da sua esposa, vereadora Eliane Guedes, de comandar o Palácio Luiz Virgílio de Brito, além de frustrar o sonho de Ivyna Câmara, filha do ex-prefeito Dedé Câmara.

O casal Edinho e Eliane, assim como Ivyna serão obrigados aceitar o vereador Edinor Albuquerque como o indicado do partido do MDB? O futuro dirá!

Por outro lado, não vejo dificuldade alguma se caso a escolha for outra, Edinor votar para eleger a primeira prefeita da história de Guamaré, eleita pelo MDB.

Mas, onde fica nessa decisão, Adriano Diógenes?

É fato público que o ex-prefeito Adriano Diógenes saiu do partido do MDB e não do grupo político do prefeito Eudes Miranda, até que alguém me prove ao contrário, ele continua no grupo. Adriano chegou a emitir uma carta, esclarecendo os motivos de sua saída do MDB.

Durante 24 meses à frente da prefeitura de Guamaré, Adriano deu uma rica contribuição, portanto, com essa indicação de Edinor, Adriano estaria de fora do pálio? Mesmo fazendo parte do grupo?

Vale lembrar que na eleição suplementar de 2018, foi Adriano Diógenes, o “salvador da pátria”, então candidato que afastou o fantasma de uma provável derrota nas urnas para o grupo de Hélio.

E agora, se não for Adriano indicado pelo o grupo quem de fato será o salvador?

E aqui pra gente… Vamos ser justos:

Adriano não fez uma má gestão, muito pelo contrário, trabalhou dia e noite, ajustando a máquina para que os serviços essenciais funcionassem, para manter a folha de pagamento e fornecedores em dia, mesmo com as constantes quedas de receitas, por sinal, a maior já vista na história do município.

Nota do Blog

Vou continuar aqui igual aos índios, Navajos, Comanchos, Blackfeet e Sioux, com o ouvido ao chão, porque há faro e cheiro que a cavalaria está se aproximando, e o povo é quem vai decidir quem será o novo prefeito de Guamaré.

(Visited 208 times, 7 visits today)