MP acusa Nelter de improbidade administrativa e enriquecimento ilícito

MP acusa Nelter de improbidade administrativa e enriquecimento ilícito

JornaldeHoje_03_09_2014

Um dos deputados estaduais mais polêmicos do Rio Grande do Norte e que gosta de ressaltar sua “ficha limpa” nos debates e discussões na Assembleia, Nelter Queiroz está sendo acusado pelo Ministério Público do RN de improbidade administrativa, enriquecimento ilícito e violação dos princípios da administração pública.

Nelter-Queiroz-WR-1024x682O motivo: utilizar mais de R$ 117 mil de verba indenizatória para sustentar e custear uma rádio comunitária que ele mesmo administra em Jucurutu.

O caso vem sendo investigado pelos promotores do Patrimônio Público, Hellen de Macêdo Maciel, Emanuel Dhayan Bezerra de Almeida e Paulo Lopes Batista Neto, desde setembro de 2012 e, segundo eles, não restam dúvidas que o parlamentar do PMDB é o dono da rádio.

O comando, inclusive, já teria sido confirmado até mesmo pelos funcionários da emissora conhecida como FM Cidade de Jucurutu. “A verba indenizatória de exercício parlamentar não pode ser utilizada para ressarcir auxílio a entidades ou emissoras de rádio de propriedade dos próprios deputados, restando evidentemente configurado o enriquecimento ilícito”, apontaram os promotores.

Fonte: Jornal de Hoje.