Slider
“Não sou objeto pra ser vendido”. Disse o vereador Daniel

“Não sou objeto pra ser vendido”. Disse o vereador Daniel

Na sessão ordinária desta terça-feira (25), o vereador da oposição Daniel Monte (SD), fez um desabafo nas considerações parlamentares, após ter ouvido atentamente seu colega de bancada, ex-aliado, vereador Tiago Luís, que declarou seu apoio político na sessão ao grupo liderado por Eudes e Hélio.

Daniel disse que não iria tomar a decisão que seu amigo e vereador Tiago Luís tomou. Ele continuaria com o mesmo posicionamento, e que não era objeto para ser vendido.

Eis seu discurso:

Boa tarde presidente

Boa tarde a mesa diretora, a vereadora Eliane Guedes, aguarda municipal, polícia militar, a imprensa local, e todos que nos assistem através das redes socais.

Venho aqui senhor presidente para falar que eu sou e estou do lado do povo, e continuarei leal e fiel ao meu povo, e é por isso que estou do lado dele.

Respeitei a opinião de vocês, mas vejo um sistema que se precisa ser puxado à orelha e fiscalizado. Meus 536 votos me colocou nessa cadeira pra isso, jamais irei decepcionar MINHA POPULAÇÃO.

Não venham me oferecer dinheiro, pois não sou objeto pra ser vendido. Tenho caráter e responsabilidade com a população, sou o povo, sou honesto, tenho princípios, tenho minha mãe e meus irmãos, e tenho uma filha pra honrar.

Sou oposição, sou Mozaniel, sou Gustavo, sou Enéas. Que venham as urnas e estarei aqui novamente sendo oposição ao governo.

Não venham usar a máquina da prefeitura como compra de votos que eu estou aqui de olho para fiscalizar, barrar e denunciar qualquer ILEGALIDADE.

Meu muito obrigado

(Visited 116 times, 5 visits today)
Rede CON