O desabafo de quem sentiu “saudade” de Mozaniel na batalha das eleições 2022

O desabafo de quem sentiu “saudade” de Mozaniel na batalha das eleições 2022

O texto que traz uma reflexão e desabafo sobre o comportamento do ex-prefeito de Guamaré, Mozaniel Rodrigues, circulou em grupos de WhatsApp e correu a boca miúda nas vésperas das eleições de domingo (02), mas o Blog resolveu deixar esfriar o cadeirão político para publicar.

Eis…

Neste ano de 2022, nas quatro mobilizações políticas em que participei do Dep. George Soares e do Deputado Kelps Lima, encontrei todos os mesmos amigos e parceiros que estiveram nos ajudando a organizar as eleições de 2008, 2012, 2016, 2018, 2020 e 2021. Só uma pessoa não encontrei entre nós: Mozaniel.

Então me diga: quem mudou de lado? Quem abandonou quem? Quem preferiu se juntar com aqueles que sempre estiveram se alimentando do sistema por mais de uma década?  Quem preferiu ficar em silêncio e alimentar loucas teorias da conspiração, enquanto covardes difamavam e atacavam seus companheiros de batalha nas redes sociais?

Tenho consciência tranquila de que sempre fizemos o que pudemos. Ajudamos a pensar, planejar, executar, passamos noites sem dormir trabalhando para que um dia Mozaniel fosse eleito prefeito de Guamaré. Este era o nosso sonho coletivo até o dia em que ele mesmo disse que não iria mais.

Ter a consciência tranquila é pra quem sempre teve a trajetória reta, sem se desviar e isto eu tenho. Pois ações valem mais do que palavras. O resto é conversa fiada.

Hoje, às vésperas de uma eleição tão importante, vejo com uma tristeza imensa no que Mozaniel se transformou. Como pode, alguém por quem tanto me dediquei e acreditei, ter se transformando num ser sem protagonismo, sem brilho próprio e sem propósito político?

Depois de longo silêncio, Mozaniel resolve aparecer literalmente às vesperas da eleição como se estivesse fazendo as coisas apenas por birra ou para atrapalhar quem realmente vive no dia a dia ao lado do povo.

Ele chega do nada, com um vídeo onde aparece terrivelmente desistimulado. Um vídeo falso, com um pedido de voto protocolar, onde fica muito claro que nem ele mesmo acredita no que está pedindo. Certamente ele deve ter gravado estes vídeos pelas cobranças e pressões que sofreu para colocar a cara na rua. Tanto que teve que gravar outro vídeo só pra inserir mais dois pedidos de voto que não tinha feito no primeiro vídeo. Só quem não conhece Mozaniel pra acreditar naquele pedido de voto.

Enquanto Mozaniel tinha feito apenas o primeiro vídeo eu encarei com naturalidade, afinal Daniel sempre foi um aliado e é um direito dele escolher e declarar em quem vai votar. Porém, hoje ao assistir ao segundo vídeo, tudo ficou muito claro.

Hoje eu só consigo sentir pena do tempo perdido e arrependimento de ter dedicado tanta energia e  tempo a alguém que hoje não honra os verdadeiros amigos e companheiros que sempre estiveram ao seu lado nas batalhas.

Batalhas estas que ajudaram a construir o nome dele.

Mozaniel não deveria cair na armadilha da vaidade e do ego de achar que o seu nome foi construído naturalmente, porque não foi. Ninguém tem votos no bolso nem enfrenta um sistema em Guamaré sozinho. É preciso todo um trabalho e uma equipe dedicada ajudando a construir esta trajetória e ele sabe disto.

Mozaniel hoje tem o seu nome, não somente por mérito próprio, mas porque mesmo estando longe, dezenas de amigos sempre estiveram defendendo o seu nome e mantendo a bandeira de pé.

Estes amigos e companheiros os quais ele abandonou, apesar dos ataques e do apedrejamento diário continuam de pé lutando pelos mesmos ideais de sempre.

Por ter lutado tanto tempo ao lado dele, ter chorado derrotas juntos, me sinto desrespeitado. Pois mesmo nas derrotas, me sentia vitorioso por ter lutado pelo que eu acredito.

Hoje vejo Mozaniel dando apoio aos que cospem e pisam no legado de João Pedro Filho. Estas pessoas nem gostam dele, na verdade. São aproveitadores que acham Mozaniel um zero à esquerda, mas veem nele uma escada e uma oportunidade de se aproveitar de um capital político que ele ainda tem para chegar aos objetivos deles em 2024.

Desculpem o texto longo, mas às vezes é necessário listar, descrever e narrar os fatos para que fique registrado e a mentira não prevaleça sobre a verdade.

*Auto desconhecido

Nota do Blog:

Tenho um amigo que sempre usa uma frase emblemática: “Na política de Guamaré só não vi boi voar”. Penso que o amigo tem razão mesmo. É bem por aí… Resta a nós, pobres mortais e pecadores aguardar as cenas dos próximos capítulos.

Facebook
Twitter
YouTube
WhatsApp