O povo manifesta opinião sobre a falta de gerenciamento na Secretaria de Segurança em Guamaré.

O povo manifesta opinião sobre a falta de gerenciamento na Secretaria de Segurança em Guamaré.

Resultado de imagem para defesa civil guamaré

Nas redes sociais o assunto não é outro… A falta de gerenciamento na pasta da secretaria de  segurança pública e defesa patrimonial em Guamaré. Entre tantas opiniões sobre as postagens nos Blogs da cidade e facebook,  destacamos a de um filho do município, residente e domiciliado na cidade,  conhecido e querido por montão de gente, conhecedor na área de segurança, tendo em vista, que Moaci Reinaldo, já prestou serviço a Defesa Civil Municipal, isto já credencia a forma opinião sobre o assunto. Veja a postagem retirada do seu face, a saber:

Por Moaci Reinaldo.

“Minha humilde opinião apenas como entusiastas, participante e eterno aprendiz da área de segurança pública. Concordo plenamente, realmente os melhores momentos que a secretaria de segurança de Guamaré viveu a pós ter sido idealizada e em seguida criada pelo prefeito Hélio, foram os períodos de Aurélio Teixeira (primeiro secretário) e logo após a rápida passagem de Aurélio veio o período de João Batista. João Batista Junto com prefeito Hélio deu todas as condições necessárias na medida do possível para que os trabalhos desenvolvidos através das instituições Guarda Civil Municipal e Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil dessem certo. Sou uma das testemunhas do bom trabalho e das conquista na área de segurança pública na época, acompanhei de perto, também fiz parte dessas conquistas. Ao longo dos meus 32 anos aprendi com a vida a reconhecer o trabalho e dá valor a quem merece, hoje como cidadão morador a 29 anos desta querida cidade, me sinto triste em ver instituições como a Guarda Civil Municipal e Coordenadoria municipal de Proteção e Defesa Civil que tanto contribuíram e ainda contribuem com nossa segurança não exercerem suas atribuições de forma plena e organizada, apenas por orgulho, prepotência e arrogância de alguém que leva a vida em apenas contar vantagens e fantasias. Tomo para mim as palavras de Adriano de Paula Costa…”Obrigado Senhor Deus, por cada minuto que convivo com pessoas falsas, hipócritas e arrogantes. Elas me fazem ver tudo aquilo que não devo me tornar.”

Por fim concluo minhas palavras descrevendo parte de um livro de estudo que li a um tempo trás.

Devemos substituir o máximo possível o EU por NÓS.

Existem alguns “vírus” que impedem o avanço das instituições, são eles:

  1. Líderes Profissionalmente desqualificados
  1. Chefia à moda antiga (Centralizada e ditatorial)
  1. Egoísmo externo
  1. Nenhum investimento de capacitação, reciclagem, atualização, ausência de Planejamento estratégico objetivando o desenvolvimento do grupo.
  1. Desconhecimento de mais elementares regras de controle de custos (desperdício)
  1. Total desconhecimento das necessidades, desejos e expectativas da sociedade.
  1. Medo de aceitar, ou mesmo antecipar-se, as mudanças que estão acontecendo numa velocidade estonteante.

Já dizia Auguste Comte – “É possível mudar as instituições, somente depois de ter modificado as opiniões”.

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas em pé e atividades ao ar livre