Prefeito Adriano enfrenta a crise com gestão e tem o respeito de quem tá curado da cegueira política

Prefeito Adriano enfrenta a crise com gestão e tem o respeito de quem tá curado da cegueira política

Desde início do seu mandato, o prefeito Adriano Diógenes, decidiu fazer um rígido planejamento na administração municipal de Guamaré, com objetivo manter as finanças equilibradas e os compromissos em dia, mesmo sabendo que lhe batia a porta uma frustrante queda de receitas. Adriano com sua experiência administrativa era consciente de um fato já em dezembro de 2018, caso não houvesse um bom planejamento, o barco ia seguir a deriva.

No mapa da costa brasileira, Guamaré não ficou de fora da crise nacional que afeta os municípios, principalmente os menores. Só o ano passado, o município amargou uma perda na arrecadação aproximadamente de R$ 40 milhões. As perdas continuam se acumulando e o prefeito será obrigado a tomar duras decisões nos próximos dias, para não ter que demitir servidores e deixar faltar o básico.

Enquanto as medidas não chega, a atual gestão tem mantido a seriedade, no sentido de sustentar a pontualidade do pagamento dos salários, reforçando o compromisso com o bem-estar do servidor público, investindo e mantendo os programas sociais, como também assegurando a boa qualidade dos serviços públicos oferecidos à população.

Apesar da crise generalizada, a Prefeitura de Guamaré vem mantendo o seu cronograma de investimentos, reformas e obras, além de cumprir com as suas obrigações constitucionais quem tem mantido o município adimplente perante aos órgãos do governo federal e estadual.

Sorte nossa que aqui vivemos e moramos e de Guamaré, que nesse momento pode contar com um prefeito que tem muita responsabilidade com as finanças do município. Esse fato em si já credencia Adriano para receber o respeito e o reconhecimento do cidadão, independente de opção política e partidária.

Pena que a lucidez não ficou para todos que preferem caminhar “a luz” da cegueira política.

Facebook
Twitter
YouTube
WhatsApp