sss-2
ferragens-pai-e-filhos
jm-variedades
redecon 2
banner site png-1
Skay Arte Guamaré Beto 2
Prefeitura de Guamaré gasta por mês mais de R$ 300 mil com energia elétrica em prédios públicos

Prefeitura de Guamaré gasta por mês mais de R$ 300 mil com energia elétrica em prédios públicos

Um levantamento feito pelo o blog na primeira e segunda de agosto constatou que a Prefeitura Municipal de Guamaré, paga mensalmente a Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern)​, mais de 300 mil reais com contas de energia de prédios públicos.

O valor mensal é considerado por especialistas um grande desperdício do dinheiro público no município tão pequeno, tendo em vista que, anualmente essa despesa chega à bagatela de R$ 3.600.000,00 (Três milhões e seiscentos mil reais).

Não há um projeto de conscientização do desperdício de energia nos setores, departamentos e secretarias do governo. O que constatamos em algumas secretarias entristece qualquer gestor, que é obrigado a pagar uma conta alta todo santo mês, se não a Cosern vem e corta o fornecimento.

Ações simples no nosso dia a dia como apagar a luz ao sair dos ambientes, pode fazer uma grande diferença. O consumo e o custo de energia elétrica tem se tornado cada vez mais alto ao longo dos últimos anos, e é preciso medidas duras por parte do prefeito e secretários para controlar essa despesa.

O portal constatou e registou salas em secretarias desocupados com o ar-condicionado ligado, computadores e lâmpadas ligadas sem ninguém na sala.

Há também vários sinais de desperdício de energia elétrica na rede de iluminação pública na sede e na zona rural do município. Postes que ficam ligados 24h por dia, às vezes, não são notados, mas estão consumindo dinheiro público.

Sem chuva, sem controle e sem ação, a economia de energia neste momento é fundamental. Há um risco muito sério no país de uma crise hídrica, e as receitas do município prometem cair nos próximos meses assustadoramente.

Reduzir os custos com energia elétrica nos prédios mantidos pelo município. Este é o objetivo de qualquer prefeito, mas o gestor sozinho não vai conseguir chegar a lugar algum.

 É preciso que todos façam sua parte antes que a situação fique insustentável. Acompanhe o consumo de energia da sua secretaria através do numero do contrato com a Cosern. Assim será mais fácil encontrar e controlar o desperdício caso esteja ocorrendo em seu setor.

Projeto de energia solar engavetado

Foi já discutida em audiência pública e na câmara de vereadores uma solução quanto ao consumo de energia elétrica. A aquisição de um sistema de geração de energia elétrica através de sistema fotovoltáico, para autoconsumo pela Prefeitura de Guamaré.

O projeto apresentado representa uma economia anual estimada em pouco mais de R$ 2 milhões com gastos em energia elétrica. O projeto foi apresentado na época pela Secretaria de Indústria, Comércio e Projetos Especiais.

A usina solar fotovoltaica terá capacidade para gerar 2.302,88 kWp (quilowatt pico), ou seja: 2 MW de potência. O município de Guamaré tem atualmente um gasto anual com energia elétrica de R$ 3.600 milhões – E o custo total para implantação do projeto é de R$ 8 milhões.

O tempo de retorno do investimento é em torno de quatro anos e a usina tem vida útil entre 20 e 25 anos, mas este projeto está engavetado, e a prefeitura continua pagando mensalmente um alto preço com o consumo de energia nos prédios públicos.

Nota do blog: Oremos irmãos!

Postes acesso em pleno dia na Rua São Manoel em Salina da Cruz mostra o desperdício com o dinheiro público.