sss-2
ferragens-pai-e-filhos
jm-variedades
redecon 2
banner site png-1
Sarau poético nos 416 anos da colonização portuguesa de Guamaré

Sarau poético nos 416 anos da colonização portuguesa de Guamaré

Na noite desta sexta-feira, 20, o Centro Cultural Francisco José de Santana, realizou o Sarau Poético “Colonizando a Poesia”, em homenagem aos 416 anos de Colonização Portuguesa e 8 anos da criação do Centro Cultural.

O momento do sarau foi recheado de poesias com declamações de Francisco de Betânia, Gonzaga Filho, Elma e da professora Elisangela. A colonização portuguesa é comemorada cada 20 de agosto.

O Grupo de Teatro e Dança Tamanco de Pau apresentou a esquete “Divórcio do Coronel Ludugero” e a tradicional dança do Côco de Roda.

Na parte musical, as participações dos músicos Kaleb, Bruninho Lins e Pablo Neruda. O Sarau Poético Colonizando a Poesia contou com a participação do Prefeito Eudes Miranda, Vereadora Eliane de Edinho, Secretário Municipal de Transportes, Edinho de Moacir e da Secretária de Turismo Mohana Arnauld, além de vários outros convidados.

No encerramento do evento, o Secretário Adjunto de Turismo e poeta, Gonzaga Filho agradeceu a participação de todos e o apoio recebido para a realização do evento. A imprensa local também esteve presente.

Através da Lei nº 003/2007, foi instituído o dia 20 de agosto de 1605, como data comemorativa do aniversário de origem do povoamento de Guamaré.

Com a aprovação desta Lei, a Câmara Municipal, além de reconhecer a importância de uma data de início dessa povoação com características próprias, também fortaleceu uma identidade histórica.

Ferragens Pai e Filho