Secretaria de Saúde do Estado faz alerta aos municípios para prevenção da gripe H3N2

Secretaria de Saúde do Estado faz alerta aos municípios para prevenção da gripe H3N2

A Secretaria Municipal de Saúde do Estado do RN informa sobre o surto da nova variante H3N2 e emite alerta aos municípios sobre a circulação do vírus da Influenza.

A influenza, conhecida como gripe:

É causada por mais de um tipo e vírus influenza, classificados como A e B, cada um possuindo subtipos. Os subtipos A que mais frequentemente infectam os humanos são os A-H1N1 e A-H3N2, os subtipos B são classificados como linhagens Victoria e Yamagata.

Os sintomas da Influenza são semelhantes aos do Coronavírus e envolvem: febre, coriza, cefaleia, mialgia, calafrios, tosse, tremores e dor de garganta.

O período de incubação da doença é de 2 à 3 dias. A infecção geralmente dura uma semana e os sintomas podem persistir por mais alguns dias.

Recomendações:

A transmissão da Influenza também ocorre pelas secreções das vias respiratórias de uma pessoa contaminada ao falar, espirrar ou tossir, mas também pode acontecer por meio do contato das mãos com superfícies contaminadas por secreções respiratórias de uma pessoa infectada.

A vacinação contra a Influenza permite previnir o surgimento de complicações, óbitos e suas consequências sobre os serviços de saúde, além de minimizar a carga da doença, principalmente nos grupos de risco como gestantes, puérperas, idosos, crianças com menos de 5 anos, indivíduos com doenças crônicas e imunossupressão.

A SESAP reforça a necessidade da imunização com as vacinas contra a Covid-19 e a Influenza, disponíveis em todos os municípios.

A vacina da Influenza poderá ser aplicada simultaneamente com a vacina da Covid-19, não sendo mais exigido intervalo mínimo entre elas.

Fonte: SESAP – RN