Um cordel para um prefeito e uma primeira-dama que olha para o povo com o coração

Quando cheguei ao Assentamento Umarizeiro no ultimo sábado (31), confesso que mesmo tendo acompanhado mais de perto a transformação que passou a comunidade, me surpreendi muito.

Como imprensa local, funcionário público e cidadão, observei um povo grato a um prefeito, a uma vice-prefeita, a uma primeira-dama e a uma equipe de governo que trabalha pelo povo das comunidades, com um olhar a mais.

A professora Adeilda conseguiu colocar em versos de um cordel todo esse sentimento popular, e ao recitar em alto e bom som o cordel: “CORDEL DA GRATIDÃO”, arrancou aplausos e lágrimas de emoção do público, quando mostrou a sua gratidão em poesia, sem fantasiar os fatos, sem bajular quem quer que fosse, falando apenas a verdade em nome daquela comunidade.

O Blog foi atrás do cordel e transcreve aqui.

Cordel da gratidão

Aos dezenove de julho

Em um dia de calor

Na escola  Luiz Cândido

Uma comitiva chegou

Pra reforma da escola

Aí tudo começou

 

Foi um trabalho árduo

E muito cansativo

A equipe trabalhou

Com muita dedicação

Ouvindo sempre o amigo Duda

Obedecendo o Marcelão

 

Estamos orgulhosos

E também emocionantes

A prefeitura nas comunidades

É um trabalho brilhante

Criado pelo prefeito

Esse projeto de encanto

 

Ao chegar hoje na escola

Confesso não acreditava

Meu coração acelerou

Muito alegre eu fiquei

Em vê a nossa escola

E o que o prefeito nela, fez

 

Prefeito quero dizer

Com muita satisfação

Todos os funcionários

Que trabalham nela então

Querem lhe agradecer

Pela sua administração

 

De ter os olhos voltados

Para as comunidades

Fazendo um belo trabalho

Usando sua honestidade

E assume mostrando ao povo 

A sua capacidade

 

Prefeito e Primeira Dama

Assim vocês vão (crescendo) crescendo

Ganhando o carinho do povo

Em tudo que estão fazendo

Por isso estamos aqui

Somente lhe agradecendo

 

Não somente a escola foi privilegiada

Também a igreja católica

Foi agraciado

Com uma praça ilustrada

Para toda criançada

 

Sem falar no PSF

Que também veio ampliar

Dando o melhor conforto

Para os que trabalham lá

E também aos pacientes

Que lá vão se consultar

 

A primeira Dama é uma mulher

De muita compreensão

Simples e educada

Conversava com o povão

E de cada uma pessoa

Ganhava sua gratidão

 

Olhando as construções

Vou um homem no relento

Sentado alí no banco

Dando seu expediente

Perto da caixa d’água

Nem parecia um vivente

 

Vendo a situação começou

Logo a pensar

Mandou construir uma guarita

Para o homem se guardar

Pois em um local digno,

Ele merecia está

 

Essa mulher merece

De todos nós o carinho

De Deus s recompensa

Pra seguir o seu caminho

E Jesus o poderoso

Ajude ela e o esposo

Pra não seguirem sozinho

 

A família Luiz Cândido

Do porteiro ao zelador

Querem agradecer

Essa equipe com muito amor

Do pedreiro ao servente

Pois todos têm o seu valor

 

Também neste momento

calamos o coração

Também agradecemos Rita Anjo

Por sua participação

Junto a sua equipe

Fizeram a ornamentação

 

A pessoa de Alisson

Querem também agradecer

Pelo seu desempenho

Pra vê o serviço crescer

E que neste momento

Viesse tudo acontecer

 

Termino aquí os meus versos

Enviado das alturas

Agradecendo ao meu Deus

Por estas criaturas

Que por onde trilharem

Leve o amor e amizade

E também muita ternura

 

Quero agradecer

Todos que aqui estão

Aos que meus versos agradaram

Também aquele que não

Que por Deus sejam guardados

E também abençoados

Com a sua proteção

 

(Visited 99 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.