Senador Jean Paul: “sugiro que faça uma visita a Guamaré e Macau pra sentir de perto o drama da população”.

Por Marcos Fonseca

Como o senhor olha a situação de Guamaré que vive a mais de 20 anos sendo maltratada pela Caern? Uma população que sofre com a falta de d’água, quando chega a passar mais de 15 dias sem receber o “líquido precioso” nas suas torneiras.

Além disso, nobre Senador, a população é cobrada pelo o produto (água) que não recebe. E tem mais nobre Senador, muitas das contas ainda vêm com excesso de tarifa, um verdadeiro absurdo.

A Caern não entrega o produto (água), cobra indevidamente, e ainda cobra por excesso. Só para registrar, a luz do contrato de concessão, a Caern é para disponibilizar água nas torneiras 24 horas.

Para esse pobre mortal, o problema da Caern aqui na região salineira, nobre Senador, não é só por falta de recursos, e sim de gestão também. Não é possível que a Caern com uma arrecadação média mensal de R$ 300 mil só em Guamaré, não tenha condições de modernizar o seu parque de bombas.

São corriqueiras as notícias de que a Carne interrompe o fornecimento por defeito nas bombas, e com isso a população sofre com esse dilema, quando tem água, não tem bomba. Também são corriqueiras as quebras, nos trechos da adutora que abastece o município, sempre nos mesmos pontos.

Então, nobre senador, o caso é sério e urgente, já cansamos de lê e assistir notícias afirmando que esse problema vai ser resolvido.

A última notícia de impacto foi em 2014, de um projeto da ex-governadora, Rosalba Ciarline, que previa a construção de uma adutora de 21,6 km de rede e uma estação elevatória de água. A previsão de conclusão era de 18 meses e o valor de R$ 110 milhões. Já estamos em 2019, o que restou foram os tubos jogados na beira das estradas.

Finalizo, nobre senador, sugerindo que vossa excelência faça uma visita aos dois municípios, Guamaré e Macau, e depois visite também a estação elevadora e o parque de bombas para sentir de perto o verdadeiro drama da população.

(Visited 18 times, 18 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.